Please reload

Recent Posts

cientistas pedem a suspensão de transgênicos em todo o mundo

January 20, 2015

1/1
Please reload

Featured Posts

Fundação Ema Klabin recebe a instalação Diana Vegana, do artista visual Luciano Zanette

 

De outubro a 18 de dezembro, o artista visual Luciano Zanette apresenta a instalação Diana Vegana na Fundação Ema Klabin. Com a curadoria de Renê Fogh, as obras concentram-se no pátio interno da casa-museu, localizada no Jardim Europa. Parte integrante do Intervalo Contemporâneo da Fundação, Diana Vegana suscita reflexões sobre questões urgentes ligadas ao veganismo na realidade contemporânea, tais como o abolicionismo animal, a não violência, questões ambientais, e mais.

 

"Diana" - referida em duas obras do acervo da colecionadora Ema Klabin - simboliza o modelo da mulher forte e independente na mitologia romana. Diana Vegana, por sua vez, foi elaborada a partir destes valores: de uma mulher livre e forte, contemporânea, esclarecida e atuante. Aqui, empoderada, Diana Vegana é retratada desprovida de arco e flecha, e em defesa dos animais.

 

Segundo a mitologia, "Diana Caçadora", era tida protetora dos animais selvagens, mas, contraditoriamente, os matava. Contradição esta que permanece nos dias de hoje. Afinal, por que tratamos os animais domésticos com carinho, mas a percepção de que assassinamos grande quantidade dos não-domésticos todos os dias é tão falha?

 

Para o artista visual, a escultura Diana Vegana, em exposição na fundação, é resultado de uma pesquisa viva de técnicas e materiais, e de um olhar sobre a história antiga e recente da escultura. Da história da arte a questões técnicas, como moldagem da figura humana em escala 1:1 e materiais, por exemplo, a obra exigiu mais de cinco meses de trabalho até que fosse finalizada.

 

 

SOBRE O ARTISTA...

Luciano Zanette trabalha com questões vindas de condicionamentos físicos e mentais, com jogos de linguagem coloquial, com alusões a ações e posturas automáticas apresentadas em suas esculturas e instalações através da presença da escala do corpo humano. Sendo esta escala humana vinculada a estruturas que sugerem o mobiliário de uso cotidiano, privado e coletivo: da casa, da escola, da igreja, de locais de entretenimento e trabalho. Assim como a sugestão de encontros, confrontos, interdições e conexões.

 

 

SERVIÇO:

Fundação Ema Klabin

Rua Portugal, 43 – Jardim Europa – SP

Período: até 18 de dezembro

De quarta a domingo, das 14h às 17h.

Ingresso:

De quarta a sexta-feira: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia)

Aos finais de semana a visita tem entrada franca

Classificação: livre

 

 

Por Selena Escher — Content Creator ♡

 

Please reload

Follow Us
Search By Tags
Please reload

Archive
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
  • facebook
  • Instagram B & W

Move Institute for the animals / move@moveinstitute.org.br / © 2012.

Orgulhosamente criado por pessoas que amam animais